Loading…
This event has ended. View the official site or create your own event → Check it out
This event has ended. Create your own
View analytic

Trilhas de Interesse

Interesse Geral
A trilha Interesse Geral é dedicada às sessões relevantes relacionadas a tendências cultura, valores e princípios do Agile, do Lean e afins. São sessões que trazem assuntos de interesse aos agilistas, independentemente de sua escolha de métodos ou processos. São palestras que falam do que é ser ágil, do dia-a-dia, do futuro do mercado e dos métodos ágeis e de todo tipo de assunto que possa interessar a outros agilistas.

Desenvolvimento e Testes
Essa trilha reúne sessões relacionadas a métodos e práticas ágeis voltadas para desenvolvimento e teste de software. São sessões sobre como programação, integração contínua, automação de testes, testes de aceitação, teste de integração e ferramentas de apoio. Apresentações sobre a integração do desenvolvimento de software com as operações de TI (devops) também estão inclusas nesta trilha.

Gestão
Essa trilha é dedicada à gestão de equipes e projetos. As sessões reúnem temas como formação e desenvolvimento de equipes, novos modelos de gestão de pessoas, auto-organização, práticas de gestão ágil aplicadas a projetos e produtos. Sessões descrevendo e discutindo processos fazem parte dessa trilha.

Coaching, Ensino e Facilitação
A trilha de Coaching, Ensino e Facilitação trará ao público os conceitos, técnicas e dicas de facilitação, coaching e empowerment no contexto da agilidade. A trilha apresenta as competências necessárias para que coaches ou facilitadores liderem, ensinem, mentorem, facilitem e ofereçam ferramentas de evolução para times e agilistas. Neste ano, também está incluso aqui o importante conceito da educação, com temas que abordam técnicas de ensino eficaz do Agile e dos conceitos que o apoiam.

UX, Análise e Design de Produtos
Qual a meta a ser atingida? Agregar valor, aumentando a qualidade da experiência de uso é possível? Como fazer o software certo, tanto do ponto de vista do dono do software, quanto do ponto de vista dos usuários? Estas e muitas outras questões são o foco dessa trilha que reunirá sessões abrangendo conceitos, métodos e práticas de análise ágil de negócios e tópicos de Agile UX, arquitetura da informação, design thinking, product ownership, gestão de produtos e outras. Buscamos expandir a discussão sobre esse universo de descobertas e ações iterativas e incrementais, sempre visando o trabalho integrado da análise de negócio, desenvolvimento de software com design emergente.

Inovação e Empreendedorismo
Seja em startups ou em dentro de grandes empresas, os desafios de empreender e inovar datam de muito tempo atrás, mas ainda não temos respostas claras e definitivas para eles. Nesta trilha, vamos abordar esses desafios e como a agilidade pode ajudar, trazendo consigo uma gama de ideias e ferramentas. Nessa trilha teremos discussões sobre como prospectar novas oportunidades ou renovar possibilidades, acelerar a formação e validação de hipóteses. Ideias e ações disruptivas promovendo inovação são mais que bem-vindas nessa trilha.

Tipos de sessão

Palestra
Palestras são sessões que apresentam assuntos e ideias de forma a favorecer a compreensão e recebimento de um conhecimento do palestrante. É o formato clássico de apresentações e exige um bom domínio de quem as apresenta para manter o público entretido e, ao mesmo tempo, agregar valor. Não existem restrições neste tipo de sessão sobre quanto tempo o palestrante deverá dedicar ao esclarecimento de dúvidas e perguntas. Contudo, recomendamos reservar ao menos 5 minutos no final da sessão.

Relatos de Experiência
Relatos são histórias reais vivenciadas pelo palestrante que trazem experiências de sucesso, importantíssimas para aqueles que procuram suporte para suas próprias histórias, e também contos de fracassos que promovam compreensão de como uma técnica, prática ou tendência pode prejudicar um time e projeto.

Duelo
Duelos são sessões com o objetivo de incentivar o pensamento crítico e promover discussões que, quem sabe, trarão novos insights mesmo aos agilistas mais experientes. É uma submissão única com dois palestrantes defendendo pontos opostos por 15 minutos cada, seguidas de 20 minutos de debate com o público presente.

Mão na Massa
Sessões "mão na massa" são workshops e tutoriais com atividades práticas e participação do público. O objetivo principal é transmitir o conhecimento aos participantes de uma maneira prática. Um workshop é uma oportunidade para que os participantes aprendam uns com os outros sobre um tópico relevante, para que compartilhem idéias a fim de expandir uma nova técnica ou para discutir novas idéias a serem compartilhadas com a comunidade. Tutoriais são aulas guiadas pelo instrutor com o objetivo de prover aos participantes conhecimento prático que possa ser usado de imediato em projetos ágeis.

Você está certo disso?
"Você está certo disso?" são sessões que buscam instigar o debate e reflexão da comunidade sobre um tema. O palestrante poderá ou não prover respostas, mas acima de tudo ele apresentará uma perspectiva inovadora ou contestadora sobre o status quo. Essas sessões são dinâmicas, sendo compostas de uma apresentação sobre o assunto de 20 minutos ou menos e o resto do tempo dedicado à participação da audiência, seja através de perguntas ao palestrante, ou exposição de outros pontos de vista, promovendo um grande fórum de geração de conhecimento. Sessões desse tipo são para pessoas que acreditam que somente as perguntas certas obtém respostas que fazem diferença.

Perfis do público

Novato
Alguém que está começando a ter contato agora com métodos ágeis e busca criar uma base de conhecimento sobre o tema.

Iniciante avançado
Pessoas que já seguiram alguns métodos em seus projetos e conseguem ver o que funciona e o que não funciona em sua experiência.

Competente
Aqueles que já têm experiência o bastante para entender a aplicação contextual de práticas ágeis e estão interessados em conhecer outros contextos.

Proficiente
Agilistas que têm uma compreensão mais profunda do tema e baseiam suas decisões em instintos adquiridos com experiência e em princípios ágeis, mais do que em processos ou práticas conhecidas.